Slider

Ortodontia preventiva em criança

ortodontia preventiva em crianças

A ortodontia preventiva é a aquela que se antecipa ao desenvolvimento das maloclusões. Ela busca diagnosticar com antecedência os problemas ortodônticos que uma criança pode ter, ainda na fase em que os pequeninos estão com dentes de leite na boca. A verdade é que esse é um dos principais motivos pelo qual recomenda-se que os pais façam o correto acompanhamento odontológico dos filhos com um dentista especialista em Ortodontia desde cedo.

Um dos principais objetivos da ortodontia preventiva é a preservação dos espaços naturais que existem pela presença dos dentes de leite para que os dentes permanentes possam nascer e ocupar este espaço sem comprometer ou entortar outros dentes. Por isso, a maioria dos tratamentos de ortodontia preventiva consiste justamente no uso de pequenos aparelhos fixo ou removíveis durante a fase de crescimento das crianças, para ajudar a manter esses espaços.

Assim, crianças com problemas ortodônticos como perdas precoces de dentes de decíduos (de leite), hábitos de sucção de dedo ou chupeta, e problemas de dicção como interposição lingual podem ser resolvidos de maneira mais simples, evitando um tratamento mais longo e delicado, como o uso de aparelho fixo ou a extração de dentes. O ideal é que os procedimentos de ortodontia preventiva sejam realizados dos 6 até os 12 anos, sem precisar de tratamentos mais complexos no futuro.

O que você precisa saber sobre a mordida cruzada

mordida cruzada

Quando se fala em um sorriso bonito, não estamos nos referindo apenas ao alinhamento dos dentes. É preciso também levar em conta se a arcada está com o posicionamento adequado, ou seja, com a oclusão correta. Para que a mordida seja normal, os dentes superiores se encaixam um pouco à frente dos inferiores, como se fosse a tampa de uma caixa.

Entretanto, muitos pacientes apresentam a situação contrária, ou seja, os dentes inferiores ficam à frente dos superiores, o que caracteriza a mordida cruzada. Esse problema pode trazer não somente prejuízos estéticos, mas também para a saúde em geral.

Neste post, vamos explicar melhor o que é a mordida cruzada, suas causas, o que ela pode ocasionar e as formas de tratamento, que devem começar ainda na infância. Acompanhe!

O que é mordida cruzada?

A mordida cruzada ocorre quando a arcada superior acaba se encaixando por dentro da inferior. Um ou mais dentes do maxilar superior não se alinham com os da arcada inferior, ficando mais próximos da bochecha ou da língua, o que deixa o sorriso torto. Em muitos casos, é possível perceber que a pessoa apresenta essa condição porque o queixo fica mais para a frente da face.

Quais são os tipos de mordida cruzada?

Muitas vezes, essa desarmonia não ocorre nos dentes da frente, por isso as pessoas podem não notar que sofrem com a condição e deixam de procurar o tratamento. Isso acontece porque existem vários tipos de mordida cruzada:

  • posterior bilateral — quando os dentes posteriores da arcada superior fecham por dentro dos dentes da inferior;
  • posterior unilateral — o desalinhamento ocorre em apenas um dos lados da boca.
  • anterior — quando os dentes anteriores da arcada superior fecham por trás dos dentes da inferior;

Quais são as causas para essa condição?

Existem diversas causas para a mordida cruzada, como:

  • problemas dentários — dentes que nascem tortos ou se posicionam fora da arcada. A erupção tardia dos dentes também pode ser um fator para esse quadro;
  • problemas ósseos — o osso maxilar se desenvolve pouco e fica em um tamanho menor do que deveria;
  • maus hábitos — uso de mamadeira, chupeta ou a mania de chupar o dedo na infância podem levar à mordida cruzada;
  • alterações respiratórias — o hábito de respirar pela boca pode contribuir para causar essa alteração nas arcadas;
  • origem genética — é comum observarmos um mesmo padrão familiar de mordida cruzada, mas que pode ser agravada por maus hábitos na infância.

Quais prejuízos pode trazer para a saúde?

Por conta da desarmonia do sorriso e assimetria facial, a mordida cruzada pode ocasionar problemas estéticos. Mas não é só isso: esse desalinhamento da arcada pode levar também a problemas bucais e de saúde. A pessoa pode ter mais dificuldade para escovar os dentes e para tirar todos os restinhos de alimentos da boca, ficando mais propensa a desenvolver gengivite e cárie.

A mordida cruzada pode gerar ainda uma sobrecarga de forças em alguns pontos da arcada na hora da mastigação, levando a disfunções na articulação temporomandibular (ATM). Com o tempo, essas disfunções podem provocar dores de cabeça, pescoço, ombros e costas.

Ainda é possível apresentar dificuldade de respiração e fala. Por isso, é muito importante procurar o dentista para cuidar desse quadro ainda na infância para que o problema não se torne difícil de tratar na vida adulta. O diagnóstico precoce é, portanto, essencial, pois o tratamento em crianças é mais simples.

Quais são os tipos de tratamento?

Na infância, o tratamento para a mordida cruzada é mais eficiente, visto que os ossos estão em desenvolvimento. Dessa forma, aparelhos ortopédicos vão estimular o crescimento do maxilar para que as arcadas se alinhem corretamente. Se o problema é decorrente de alterações nos dentes, o indicado é o tratamento ortodôntico.

Nos adultos, dependendo da situação, pode ser recomendado o aparelho ortodôntico e a boa notícia é que hoje existem opções de dispositivos bem discretos. Já quando a discrepância entre as arcadas é muito acentuada, o recomendado é a cirurgia ortognática.

É importante dar atenção à mordida cruzada, principalmente em crianças, levando-as desde cedo às consultas com o odontopediatra. Assim, o tratamento é mais simples e você evita uma série de problemas que podem comprometer a qualidade de vida e autoestima na vida adulta.

Gostou do nosso post? Acompanhe outros conteúdos sobre saúde e estética bucal, curtindo a nossa página do Facebook!

Quais são os principais tipos de tratamento ortodôntico?

tipos de tratamento ortodôntico

Desalinhamentos dentários, giros, apinhamentos, diastemas e problemas na mordida. Essas são algumas das condições que são tratadas com diferentes tipos de tratamento ortodôntico. Para isso, há dispositivos variados, que estimulam a movimentação e fazem as correções necessárias.

Sua estrutura e forma de atuação são diferentes, sendo assim, apresentam indicações distintas em função de serem eficazes em um ou outro caso — promovendo resultados melhores e um tratamento com maior qualidade estética e funcional.

Você conhece esses tipos diferentes de tratamento e os respectivos aparelhos ortodônticos? Continue lendo este post, porque apresentaremos os principais deles para que você descubra as opções existentes para tornar o seu sorriso perfeito.

Tipos de aparelho ortodôntico

Existem muitas condições diferentes que indicam a necessidade de um paciente fazer tratamento ortodôntico. Mesmo entre aqueles que apresentam problemas semelhantes, o grau de complexidade implica na técnica e dispositivo que serão adotados.

Por isso, foram desenvolvidas várias opções de aparelhos para atender a essas necessidades. Assim, o profissional consegue tratar especificamente a condição do paciente, planejando o tratamento da melhor forma e alcançando resultados superiores.

Alguns aparelhos são indicados para casos complexos, outros, corrigem imperfeições mais discretas. Além disso, temos aqueles com estrutura convencional e os que trazem materiais estéticos que não impactam a aparência da pessoa.

Veja, a seguir, quais são os principais que permitem realizar diferentes tipos de tratamento ortodôntico.

Fixo

É o aparelho convencional, cujos bráquetes metálicos são colados um em cada dente e unidos pelo arco ortodôntico. Não pode ser retirado da boca durante as refeições nem para higienização. É indicado tanto para correções simples como aquelas que são consideradas mais complexas pelo profissional da sua confiança.

Fixo estético

Sua estrutura e funcionamento são similares às do aparelho fixo convencional, com a diferença de ser confeccionado em materiais transparentes ou da mesma tonalidade do esmalte dentário. Por isso, ele fica mais discreto na boca e permite fazer as correções sem prejudicar a aparência.

Contenção

O aparelho de contenção é um dispositivo móvel utilizado depois de terminar o alinhamento dos dentes. Sua função é evitar que eles retornem para a posição original (recidiva dentária). Há também contenções fixas feitas com bráquetes. Cada tipo é indicado dependendo da necessidade do paciente, mas todos são essenciais para manter os resultados alcançados.

Lingual

Os bráquetes desse aparelho são colados na face interna dos dentes e mantêm contato com a língua, daí o seu nome. Geralmente, é indicado para quem precisa do dispositivo por pouco tempo ou para praticantes de esporte, que estão mais suscetíveis a sofrerem pancadas na região na boca. Também é uma opção discreta e estética.

Ortopédicos

Esse tipo de aparelho ortodôntico é indicado quando existe a necessidade de conter ou estimular o crescimento ósseo, para que se alcance uma anatomia adequada. O expansor palatino, a máscara facial, o aparelho extra-bucal (AEB) e o Bionator são exemplos de opções para fazer correções na estrutura facial. A mordida cruzada é um dos problemas de mordida que pode ser corrigido com aparelhos ortopédicos. Nestes casos, utilizamos o expansor palatino.

Alinhadores

Estão se tornando um dos tipos de tratamento ortodôntico preferidos. Feitos em material quase invisível, se encaixam com discrição e perfeição nos dentes, como uma capa. São confeccionados diversos alinhadores com pequenas diferenças entre si para trocar a cada 15 dias e estimular a movimentação dos dentes. Corrigem desde problemas leves a moderados.

Como você pode perceber, são muitas as opções para escolher o tipo de aparelho ortodôntico que mais lhe agrada, no entanto, somente o profissional é que pode dizer quais são aqueles que atendem à sua necessidade e podem alcançar bons resultados em seu caso.

Por isso, antes de definir qual dos tipos de tratamento ortodôntico você quer fazer, converse com um bom especialista. Fale sobre suas preferências e, com base nas correções que precisam ser feitas, ele indicará as melhores alternativas. Assim, você ainda poderá optar entre os dispositivos mais eficazes para deixar o seu sorriso perfeito como deseja!

Quer saber qual aparelho é o ideal em seu caso? Entre em contato conosco e deixe os nossos especialistas ajudarem você!

Cuidados com seu aparelho ortodôntico

cuidados com aparelho

A higiene bucal é importante em todas as fases da vida. Quando utilizamos algum tipo de aparelho ortodôntico – fixo, fixo estético, lingual e móvel, alguns cuidados a mais são necessários para que o tratamento aconteça sem complicações. Neste texto, vamos compartilhar seis dicas para manter o aparelho e a saúde bucal em perfeito estado.

1) Dê atenção para a escovação
De maneira geral, indicamos que os pacientes escovem os dentes ao acordar, após as refeições e antes de dormir. Com o uso do aparelho fixo, a escovação pode se tornar uma ação mais difícil. Entretanto, ela não pode ser deixada de lado. Existem escovas específicas, como a interdental, que facilitam a limpeza ao redor dos braquetes e entre o fio do aparelho e os dentes.

2) Use fio dental
O fio dental retira os restos de alimentos que podem ficar acumulados no espaço entre os dentes e causar a gengivite. O passa-fio, um acessório que facilita a passagem do fio e permite a higienização de um espaço por vez, é muito útil para quem usa aparelho.

3) Cuidado com a alimentação
O consumo de alimentos inadequados, como maçãs, pipocas e milho na espiga, é uma das principais causas de atraso no tratamento. Corte em pequenos pedaços e evite rasgá-los com os dentes. Alimentos pegajosos como caramelos, chicletes e balas também devem ser evitados. Quando ingeridos, os dentes e todo o aparelho ortodôntico devem ser escovados.

4) Guarde os aparelhos móveis corretamente
No caso dos aparelhos móveis, é importante não guardá-los enrolados em guardanapo. Sempre que for colocá-lo na boca, faça a higienização da boca e também do aparelho.

5) Não falte as consultas de manutenção
Imprevistos acontecem na vida de todas as pessoas, mas é fundamental se organizar e estar presente nas consultas de manutenção. Isso garante que o profissional vai acompanhar a evolução do tratamento e corrigir possíveis desordens, como, por exemplo, um fio que está solto.

6) Faça uma limpeza profissional a cada seis meses
A limpeza completa realizada no consultório é fundamental! Agende um horário com o seu dentista a cada seis meses para fazer o procedimento.

Quando o paciente não segue esses cuidados básicos, podem surgir cáries, manchas, acúmulo de placa e gengivite, que podem comprometer o resultado e a saúde bucal como um todo. Por isso, separe algum tempo do seu dia para cuidar do seu aparelho e dos seus dentes. O seu sorriso agradece!

Se você tiver alguma dúvida sobre o uso de aparelhos ortodônticos, entre em contato comigo. Será um prazer atendê-lo!

(21) 3325-7713 | 21 98466-0858 | Av. Evandro Lins e Silva, 840 | 1011. Barra da Tijuca.

O Invisalign ® indicado para mim?

Invisalign

O Invisalign®, também conhecido como o aparelho ortodôntico invisível, representa grande e inovador avanço tecnológico no ramo da odontologia. Ele é um dos procedimentos mais eficientes e indicados para o tratamento de diversos desalinhamentos dentários.

Existem diversas problemas e situações que acometem a arcada dentária do ser humano, contudo a maioria desses problemas e doenças possuem diversos tratamentos dentro do universo da odontologia e da ortodontia. Apesar de toda essa gama de opções, é importante entender que nem todo tratamento é o ideal para o paciente em questão, já que cada caso é um caso, por isso a orientação de um dentista especializado é essencial para um diagnóstico correto e adequado para cada caso.

Por existirem diversas doenças e situações nada confortáveis, também há inúmeros tipos de tratamento com os mais variados métodos, por conta dessa grande variedade de opções, é comum que o paciente sinta-se um pouco confuso no momento de marcar a consulta com um dentista ou até mesmo de entender qual é o tratamento mais indicado para a sua situação.

Se esse for o seu caso, está no lugar certo! Aqui você saberá um pouco mais sobre diversos procedimentos ortodônticos, além de entender um pouco mais sobre algumas das doenças mais comuns. Para ler nossos posts anteriores clique aqui.

No último post falamos detalhadamente sobre o passo a passo do tratamento com Invisalign®. Mas, você sabe quais são as situações mais indicadas para o tratamento com o aparelho invisível?

Sobremordida;

Prognatismo;

Mordida cruzada;

Diastemas;

Mordida aberta;

Dentes apinhados;

Dentes mais alinhados.


Sobremordida

A sobremordida, também conhecida como mordida profunda, consiste num desalinhamento na mordida, onde a arcada dentária superior acaba cobrindo a inferior por mais de 2 milímetros durante a mordida. O que causa uma sobreposição entre as duas arcadas, onde a superior cobre uma parte da arcada inferior.

A mordida profunda pode causar feridas na gengiva, desgaste dos dentes e retração gengival, além de prejuízos à estética. Dentre suas possíveis causas destacam-se: fatores genéticos, excesso de força da musculatura na hora da mastigação, bruxismo, perda de dentes posteriores, entre outros.

O tratamento da sobremordida consiste basicamente no uso de aparelhos ortodônticos que vão alinhar a arcada dentária de modo que uma não seja sobreposta a outra.

Prognatismo

O prognatismo é uma desarmonia facial que envolve os ossos, músculos e dentes. Essa desarmonia é caracterizada pela projeção da mandíbula para frente de uma maneira não natural, ou seja, na momento da mordida, os dentes inferiores ficam a frente dos superiores.

Algumas das consequências do prognatismo são a dificuldade na mordida e na fala, além de acelerar o desgaste dos dentes. Dor de cabeça, ruídos articulares e outras dores são alguns dos sintomas dessa desarmonia.

O tratamento do prognatismo depende muito do nível de desarmonia, caso ele acontece apenas na arcada dentária, o tratamento mais indicado é o ortodôntico com o uso de alinhadores.

Mordida cruzada

Muito comum entre as crianças, a mordida cruzada, também chamada de mordida invertida, caracteriza-se pelo desalinhamento entre os dentes ou os maxilares que causa uma má oclusão e, consequentemente, incapacita a boca de ser fechada corretamente e, com isso, pode gerar diversos problemas. Dentre as principais consequências da mordida cruzadas, podem se destacar: mal desenvolvimento dos ossos da face, problemas na fonética, mastigação e respiração, além de poder afetar a autoestima do paciente.

A mordida invertida pode ter diversas causas, como fatores genéticos, respiração pela boca, hábitos prejudiciais durante a infância, desenvolvimento irregular dos maxilares, entre outros.

Seu tratamento envolve, geralmente, a colocação de próteses que vão corrigir a mordida e alinhar os dentes de maneira correta e saudável.

Diastemas

Diastema é um desalinhamento na arcada dentária. Essa condição consiste em um afastamento ou espaço extra entre dois ou mais dentes que pode ter diversas causas, dentre elas é possível destacar: hereditariedade, gengivite, formato do rosto, perda de dentes, hábitos prejudiciais (como chupar dedos), entre outros.

Apesar de, geralmente, não ser nocivo à saúde. O diastema pode criar espaços propícios para o acúmulo de alimentos entre os dentes e a gengiva, o que pode ocasionar problemas dentários posteriores, como o aparecimento de cáries.

Apinhamento dentário

O apinhamento dentário é uma das desarmonias dentárias mais frequentes. Ele é originado, basicamente, quando não há espaço na boca para a dentição se encaixar naturalmente, o que pode gerar agrupamento, sobreposição e torção dos dentes.

Apesar de não causar sérias doenças por si só, o apinhamento dentário dificulta a escovação e a limpeza com fio dental, por exemplo.

Mordida aberta

A mordida aberta é uma desarmonia dentária que consiste na falta de contato entre os dentes superiores e os inferiores devida ao desalinhamento extremo dos dentes superiores.

Ela pode ser causada, principalmente, por hábitos prejudiciais como a sucção de dedos ou o uso de chupeta.

Melhora do sorriso

Pequenos detalhes podem fazer grande diferença. Se você realmente ama o seu sorriso, mas deseja melhorá-lo ainda mais, o Invisalign® pode ser o melhor tratamento para você.

Faça como diversos pacientes que confiaram no Invisalign®. Melhore o seu sorriso ao corrigir pequenas imperfeições, como dentes tortos ou desalinhados, de maneira discreta e eficiente.

Barra da Tijuca

Av. Evandro Lins e Silva, 840 | 1011. Barra da Tijuca, Rio de Janeiro - RJ
CEP: 22631-470

21 3325-7713

21 98466-0858

Jacarepaguá

Estrada de Jacarepaguá, 7187 | 405. Freguesia, Rio de Janeiro - RJ
CEP: 22753-030

21 2447-0640

21 98466-0858